Faz-se necessário está correto? Análise Linguística e Gramatical

A expressão “faz-se necessário” é uma construção correta e amplamente utilizada na língua portuguesa. Ela está no presente do indicativo, terceira pessoa do singular, do verbo “fazer”. O correto é utilizar o verbo no singular, concordando com o sujeito da frase. Por exemplo, na frase “Faz-se necessário refletir sobre a atual sociedade de consumo”, o verbo “fazer” está devidamente conjugado.

Quando se trata de frases sem artigo, usa-se “faz-se necessário”. Um exemplo seria “Faz-se necessário estudar para a prova”. Se houver um artigo envolvido, a forma correta é “se faz necessária” ou “se faz necessário”, dependendo do gênero do substantivo subsequente, como em “A dedicação se faz necessária para alcançar seus objetivos”.

Essa concordância é essencial para garantir a clareza e precisão na comunicação escrita e falada. Para quem deseja se aprofundar nesse tema, existem diversas explicações detalhadas em sites especializados como Minhalingua e TodasAsRespostas.

Análise Gramatical

A expressão “faz-se necessário” é uma construção comum na língua portuguesa. Vamos explicar a concordância verbal e o uso de pronomes reflexivos envolvidos nesta expressão.

Concordância Verbal

Na expressão “faz-se necessário”, o verbo “fazer” é impessoal, o que significa que ele não tem sujeito. Isso ocorre porque “fazer” está sendo usado para indicar uma necessidade abstrata e não uma ação de um agente específico.

O verbo “fazer” sempre fica na terceira pessoa do singular nessa construção.

  • Exemplo: Faz-se necessário o uso de máscara.

Mesmo quando o complemento é plural, o verbo não muda.

  • Exemplo: Faz-se necessários alguns ajustes.

Esse uso específico do verbo destaca a impessoalidade e não a ação de alguém em particular.

Uso de Pronomes Reflexivos

Nesta estrutura, o pronome reflexivo “se” é usado para criar a voz passiva sintética. A função deste pronome é indicar que a ação é realizada de maneira impessoal.

Ele enfatiza a necessidade em si, não quem faz ou cumpre a necessidade.

  • Exemplo: Faz-se necessário revisar os documentos.

O uso de “se” torna a frase mais formal e focada na ação, afastando a ênfase do agente.

Essa construção é regularmente utilizada em textos formais e documentos oficiais, onde é necessário enfatizar a importância de uma ação ou item.

Em resumo, o uso do pronome reflexivo “se” é essencial para formar a voz passiva sintética nesse contexto gramatical.

Contexto de Uso

A expressão “faz-se necessário” é usada para indicar que algo precisa ser feito ou considerado. Ela é comum em textos formais como relatórios e artigos acadêmicos.

Por exemplo: “Faz-se necessário revisar as políticas de segurança”.

“Se faz necessário” é uma variação que também pode ser usada, mas muda um pouco o foco da frase.

O uso de “se faz necessário” é mais comum em contextos que enfatizam a necessidade da ação.

Exemplo: “Nesse caso, se faz necessário agir rapidamente”.

Diferenças e Concordância

  • “Faz-se necessário”: Frase impessoal, verbo no singular.
  • “Se faz necessário”: Pode concordar com o substantivo.

Exemplo:

  • “Fazem-se necessárias revisões de segurança” (foco no substantivo “revisões”).

Tabela de Exemplos

ExpressãoExemplo
Faz-se necessárioFaz-se necessário estudar.
Se faz necessárioNesse momento, se faz necessário agir.
Fazem-se necessáriasFazem-se necessárias mudanças.

O uso correto dessa expressão depende do contexto da frase e do sujeito. Para uma maior clareza e precisão, recomenda-se prestar atenção às regras gramaticais. Esta prática ajuda a manter a coerência no uso das expressões.

Pinheiro

Sou redator de artigos para a internet, sempre muito interessado em temas da atualidade. Gosto de pesquisar profundamente antes de elaborar os meus artigos e tenho compromisso com o que for verdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *